Precisa viajar com pets? Confira as exigências mais comuns.

Quem tem um bichinho sabe que é difícil sair e deixa-lo sob os cuidados de outra pessoa, pois é uma responsabilidade grande. Então, alguns optam por levar o pet junto na viagem. Saiba mais detalhes sobre o assunto:

 

- Com exceção do cão-guia, que pode viajar com o passageiro gratuitamente, cada empresa define suas regras para o transporte de animais. Não há uma regulamentação padronizada pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

- Em voos domésticos, exceto pela Gol, é permitido levar cães e gatos pequenos, na cabine. Em rotas internacionais, e no caso de animais maiores, é preciso ir no porão.

- Nas viagens nacionais, para levar o bicho, as companhias cobram por trecho uma taxa que se aproxima do valor de uma passagem comum.

- O Ministério da Agricultura exige: atestado de saúde emitido por um veterinário (que tem validade limitada de acordo com a companhia, entre três e 30 dias) e vacina antirrábica em dia.

- O passaporte para trânsito de cães e gatos e o certificado veterinário internacional são emitidos pelo Ministério da Agricultura. São necessários em caso de viagem ao exterior. Para obtê-lo, o bicho deve ter um microchip subcutâneo.


Outras postagens